quarta-feira, 1 de junho de 2011

Coletiva do PHS - Projeto Politico 2012. Presidente fala em defesa de uma Caxias melhor .



                        Em Coletiva ao Blog do PHS - O Diretor de Operações e Soluções do PHS Caxias - Fernando Nascimento - e um Ilustre Convidado, icone da Politica de Caxias - Professor Chiquinho e o Presidente de Honra do PHS Caxias - Wilton José Lobo no Excelsior Hotel, explanaram brevemente a ambiência da politica local e estadual e os projetos do PHS-Caxias, para o futuro, confira entrevista na integra abaixo:
             


Blog: Presidente WILTON LOBO o PHS é um partido em formação?

R – Muito boa pergunta.  Não. É um partido que tem mais de 115.135 pessoas filiados em todo o país segundo o Tribunal Superior Eleitoral - TSE. É bem verdade que o Partido Humanista da Solidariedade – PHS dirige poucos e pequenos municípios brasileiros, temos representante na Assembléia Legislativa de nosso Estado o companheiro deputado Carlinhos Florêncio e na Câmara Federal de outros estados brasileiros, o Presidente Estadual é companheiro Raimundo Filho Vice-prefeito de Paço de Lumiar cidade da região metropolitana da nossa capital São Luis e Presidente Nacional é o companheiro Paulo Matos que é também Secretario de Defesa Civil do Governo do Distrito Federal.
            Só para ilustrar temos no Brasil os seguintes mandatos:
              * Prefeitos em treze cidades:
              * Vice-Prefeitos em trinta e sete cidades;
              * Deputados federais total de três;
              * Deputados estaduais total de quatro;
              * Vereadores só em nosso Estado Maranhão são vinte sete
                 E no restante do pais mais de duzentos.       
                              
Blog: E o PHS em nosso município como será sua atuação na eleição de 2012 ?

R - Pretendemos ter uma ação mais planejada, participativa e integrada podendo fazer a diferença, no momento sonhamos mais em uma formação de um grupo que dispute o legislativo caxiense, na qual pretendemos construir uma boa representação na Câmara Municipal.

Blog:  E o PHS vai fazer coligação?
R – Inicialmente não, pretendemos a principio lançar 30 candidatos a vereador e oito candidatas mulheres como mandam a Lei eleitoral, porem este processo é muito dinâmico não temos a “vara condão” como vai ficar esta mini reforma política se é que vai acontecer! A decisão será democrática avaliando entre os candidatos, mas existe a possibilidade de coligação entre partidos pequenos sem a presença de vereadores de mandato. 

Blog:  E o PHS como fica entre o Governo Estadual e o Municipal?

R – Somos um partido da base do Governo Estadual e com a nossa Regional temos ampla capacidade de negociação para obtermos o melhor desempenho junto ao legislativo municipal.

Blog:  E o PHS sonha mais alto e como ?
R - Precisamos ter bons resultados nas urnas e para isso precisamos de bons candidatos a vereador para obtermos os resultados esperados.  Hoje pensamos diferentes, temos conversado com varias lideranças e estas sempre afirmam que precisam de oportunidades em defesa de um projeto político por Caxias.

Blog: Como surgiram essas oportunidades?

R - Nosso município tem lideranças que precisam de oportunidades, temos que parar com os continuísmos dos ruins e renovarmos o maior possível o legislativo e deixar de ser uma casa de trocadilho de toma lá da cá.  Não é interessante ficar contra o povo depois das promessas de campanha e virar um amontoado de políticos sem unidade alguma.

Blog: Desculpe mas não me convenceu como tornar esse projeto político eficaz?

R - A nossa cidade não é diferente das outras é produto do jogo permanente de interesses e da composição de poder dos grupos que a compõe. Empresários, profissionais liberais, investidores, entidades religiosas, assalariados e patrões, pobres e ricos, crianças, jovens, idosos - enfim, todos - têm desejos próprios e em geral conflitantes.
Se todos os interesses e interessados fossem respeitados e resolvidos sem prejuízo das partes envolvidas, a Cidade seria justa e democrática. Sabemos que não é assim, mas o esforço para minimizar os danos é o exercício do Governo Democrático e depende da “Vontade Política”.

Blog: Quais partidos o PHS tem conversado ?

R – Hoje somos vinte e quatro partidos que têm seus diretórios e comissões provisórias devidamente constituídas na circunscrição de Caxias. Com tantas siglas partidárias diferentes não é fácil administrar uma legenda partidária. Entramos no jogo da sucessão municipal, negocia apoios para campanha eleitoral, cargos na futura administração a fim de agasalhar as conveniências do partido não é nossa prioridade. Cada partido, e mesmo aqueles de militância morta, vale quanto pesa em minutos de propaganda eleitoral na televisão e votos previstos de seus candidatos a vereador, por isso a nossa prioridade a Câmara Municipal embora a janela da canidatura propria majoritaria não seja descartada.


Blog:  Como o PHS se comporta com os grupos que já praticamente lançaram candidatura a prefeito  ?

R - Olha as coisas começa a se desanuviar o PTC, PSC já está nas mãos de aliados do vereador Helton Mesquita, o PDT está ai para decisão Nacional e Estadual, o PSDB devido o aliado Flavio Dino a HC na capital maranhense irá de Helton Mesquita assim garante o eis vereador Bezerra, observando o passado de 2004 na eleição de prefeito aonde HC foi buscar Junior Martins para compor a sua chapa hoje está pessoa que avança em agrupamento partidário é o vereador Helton. O grupo do ex prefeito Paulo Marinho que tem o maior agrupamento partidário e até que se prove ao contrario tem apoio total da governadora Roseana e o PHS segue acompanhando até o momento de sua decisão do partido.
Blog: O PHS esteve reunidos com alguns lideranças e falando em candidatura alternativa para prefeito ?
R – Sim, mas esbarramos em agrupamento partidário, apoio estadual, sair para a sociedade e discutir um projeto amplo com os movimentos sociais de nossa cidade houve resistência de alguns que até respeito, pois este é um caminho longo.
Blog: Qual a principal dificuldade de hoje ?
R – A nossa cidade há bem pouco tempo o que mais era emergente foi o crescimento das igrejas evangélicas. Porém, hoje a igreja católica com o seu novo pastor nomeado pelo Vaticano o Bispo D. V. Bassos deu uma dinâmica que surpreendem todos nos católicos, hoje a evangelização dos fieis é participativa, tivemos agora mesmo o TERÇO DOS HOMENS, com certeza lavando o espírito e alma irá pensar melhor no próximo que está à deriva de uma vida digna.
Blog:  O que a religião tem com a política partidária ?
R – Claro que não tem, mas tem haver com as políticas publicas principalmente, nós que pagamos a mais alta taxa de impostos e juros do mundo, temos também o maior índice corrupção. Se as religiões pregam em defesa dos pobres. Porque não levar o assunto a um grande debate com os movimentos sociais. Agora mesmo o IBGE acaba de anunciar que o maranhão é o mais pobre estado da federação com índice de pobreza absoluta, que famílias ganham menos de R$ 70,00 por mês. Em números significa dizer que Caxiastem aproximadamene 35.000 cidadãos e ou cidadão passando fome é de cortar os nossos corações.
Blog:  Voltando a política partidária como PHS alcançará bons candidatos ?
R – Falando a verdade, mostrando o caminho em defesa de nossa cidade, sendo o fiscal do dinheiro publico, apresentar propostas que melhore a vida de seu povo com amor e dedicação. Tudo ainda está no campo das previsões, até meados de 30 de setembro, ultimo prazo de filiação, momento em que os candidatos a vereadoras, vereadores e prefeito terão definidos o seu destino, isto é, um ano antes da eleição devem está filiado em seus partidos.
Blog: Que propostas ....................  ?
R – Hoje o nosso quadro de servidores municipais está abarrotado de contratos temporários, precisamos fazer concursos públicos e preencher as vagas tão necessárias ao quadro da Prefeitura e  a estabilidade da família e não viver sempre coagido de demissão.
R - Após a publicação da Lei Federal 11.947, Por está lei, pelo menos 30% dos produtos adquiridos para alimentar os estudantes de nosso município deve vir da Agricultura Familiar com recursos garantido do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).  Os gestores não cumprem. Só para exemplificar deixar de circular recursos na mão do pequeno produtor da agricutlura familiar na ordem de 10 milhões de reais só no muncipio de Caxias.
R – O Orçamento Participativo deve ser levado as comunidades dos bairros com os próprios recursos do IPTU, da iluminação publica,

R – Sub - prefeituras nos três distritos, dar maior dinâmica ao desenvolviemnto destas áreas da Zona Rural.

R – São alguns exemplos que devemos abraçar mostrando transparência e capacidade de seus gestores.

Blog:  Qual recado que o partido deixa aos visitantes do blog do PHS ?   
R – Existem alguns companheiros que precisa enxergar melhor o quadro político que está se desenhando a eleição de 2012 o povo está mais observador dos constantes erros de nossos governantes. A partir de 01 de outubro a turma do legislativo vereador vai atacar com uma presa de Leão exigindo dos caciques que controlam os partidos a sua filiação nos partidos e como não podem mais sair ficará como simples quadijuvante. É ai que nós do phs e alguns amigos pretensos a abraçar a nossa causa queremos alertar a bons companheiros que estão cegos. Hoje formamos um grupo pequeno  com projeto político para câmara municipal, amanhã bem próximo talvez para compor um vice prefeitura. Oxalá crescer para sonhar, e termos um candidato a prefeito de nossa cidade até meados de maio de 2012.
Blog:  E quanto a reforma política não atrapalha os pequenos partidos ?
R – Claro que sim. Pensando em reforma política pouco vai andar é mais pirotecnia, a falta de vontade política, trancamento constante de pauta do congresso nacional etc., não dará tempo a esta reforma, poderá sim acontecer uma mínima reforma sem muitas mudanças,  sabedores que a aprovação um anos antes da eleição e não vejo tempo para isso. A nossa cultura infelizmente ainda é votar em candidatos e não em partidos.
Blog:  Faça suas considerações finais ?
R - NÓS ESTAMOS NESTA PARA PROPOR NOVAS ALTERNATIVAS para Caxias. Vamos botar o pé no chão precisamos sair de reuniões fechadas e partir para os seguimentos sociais, locais públicos e levar os nossos projetos ao povo.
Nós somos o baixo clero da política de CX, pois não temos mandato, para alcançar expressão na mídia e nas bases temos que mostrar o que queremos.
Isso  não temos feito......... o nível de incerteza é alto para que o nosso grupo seja vitorioso.








Nenhum comentário: